Forum Mundo Verde
Bem-vindo(a) ao fórum! ஃ Forum para amantes da Natureza, pagãos, wiccans e curiosos ஃ Participa! ☺


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Familia, que não o é...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Familia, que não o é... em Qua Nov 14, 2012 11:10 am

Olá,

Hoje queria perguntar isto, mas poderão dizer que é mais um assunto filosófico do que pagão, mas se assim fosse eu não poria aqui, mas como filosoficamente já o respondi, meto-o aqui para de uma forma pagã ou a vossa opinião.

Como sabem minha stora antiga de pt, chama-me Ricardo Reis (heteronimo de Fernando Pessoa, que é pagão, e não se apega a nada [dentre várias outras caracteristicas que se parecem comigo]) por eu parecer com tal personagem.
Mas há uma coisa que me mete espécie, na minha família, tenho a minha avó materna que está sempre a tentar acabar com o casamento dos meus pais e sempre a fazer coisas do genero para prejudicar, e o meu irmão mais velh (um de dois, neste caso o mais velho de todos) é aliciado por ela, então ele fazem com cada coisa que só visto. Na ultima vez que o meu irmão fez uma coisa pos a minha irmã de 4 anos (na altura 3, quase quatro) a sangrar da cabeça e do pé, e se não fosse o meu pai a segurar-me eu teria o morto (já estava de faca em movimento descendente), e apartir desse dia, nem um nem o outro considero da minha família, e se vir o meu irmão mato-o....

Queria saber se no paganismo, isto é uma certa "justiça" (embora que infantil, mas a verdadeira justiça acontecerá...), ou se é um pouco brusco de mais, dêem a vossa opinião....

Ver perfil do usuário

2 Re: Familia, que não o é... em Qua Nov 14, 2012 3:18 pm

Sei como por vezes perdemos as estribeiras com o pessoal da nossa familia, que só nos apetece arrancar olhos, no entanto é sem dúvida uma medida muito extrema, até porque se acreditas em algo divino então sabes que essa justiça virá e não te cabe a ti aplicá-la dessa forma. Isto porque mesmo que tenhas uma enorme vontade de o fazer no final não te irias sentir bem contigo mesmo idependentemente de todo o mal que ele provocou.

Eu sou regida pelo elemento fogo, e acredita que (apesar de não parecer) sou bastante impulsiva e dada a violência, mas ainda assim concordo com Gandhi, a violência não é solução para nada e só piora as coisas. Por isso mesmo que seja dada a violência isso não me impede de tentar seguir o exemplo da pessoa que mais admiro no mundo.

Eu também acredito em Karma, ou pelo menos na lei triplice de tudo o que fazemos retorna a nós mais forte e essas pessoas acabam por me dar pena porque nem se apercebem de carga que estão a trazer para elas. Se fores por esse caminho estarás a trazer uma grande carga para ti também. Já agora porque não utilizas o ho'oponopono nessa situação? Lê o ebook que eu coloquei aqui no forum e vais perceber como podes melhorar as coisas com uma prática tão simples.


_________________
http://unicorniodadeusa.blogspot.co.uk/
Sê a mudança que queres ver no mundo!
Ver perfil do usuário http://unicorniodadeusa.blogspot.co.uk/

3 Re: Familia, que não o é... em Qua Maio 08, 2013 11:32 pm

Deves tentar proteger aquilo que é importante para ti, mas evitando ter actos de violência, porque esses actos só te iriam prejudicar, tanto pelas leis da sociedade como pelas leis espirituais, o Karma como mencionou a Sailor.

É sempre bom olhar para a nossa agressividade, observar de forma neutra e perguntar-mo-nos a nós próprios "O que é que isto me trás de bom? Em que é que isto me beneficia?". Será que gostamos de sentir raiva, ódio? Quando sentimos esse tipo de emoções negativas, a nossa pulsação acelera, a respiração fica rápida... sentimos-nos a querer explodir com tudo... E podemos ter um acto de violência qualquer, podemos fazê-lo, mas depois só nos vamos sentir com mais raiva, ódio, angustia. Outra opção é dizermos a nós próprios que não queremos sentir esse tipo de emoções negativas, e simplesmente bani-las do nosso ser. Respirar fundo de forma lenta, acalmar a mente, descontrair, e ser inteligente, resolver as coisas de forma a não nos prejudicarmos de nenhuma maneira. É uma questão de escolher aquilo que queremos sentir e não deixar os outros meterem a energia deles na nossa. Do género, eles agem mal, mas não vamos deixar que isso perturbe o nosso equilíbrio e paz de espírito. Agora claro que falar é fácil, só quem vive as situações é que sabe como pode ser difícil gerir tudo, mas é mesmo importante não cair na agressividade e violência.

A meditação e exercícios físicos como yoga, taichi podem ajudar. E musica calma também.

Ver perfil do usuário

4 Re: Familia, que não o é... em Qua Maio 08, 2013 11:49 pm

Devíamos sempre tentar resolver as situações rejeitando os nossos instintos "selvagens" (violentos), que bem sei existirem e estarem sempre presentes neste tipo de situações, ainda que sejamos eventualmente calmos e pacíficos por natureza. Há que procurar seguir o caminho mais longo mas mais "inteligente" e benéfico. Claro que a falar (ou escrever) parece tudo fácil Smile mas se tivermos consciência de querermos fazê-lo desta forma, então já demos um pequeno grande passo na direcção que desejamos.

(oldperv69) Uma boa vida para todos!

Ver perfil do usuário

5 Re: Familia, que não o é... em Qui Maio 09, 2013 3:35 pm

Concordo com eles Smile


_________________
"Ela retira seu coração do mais alto dos céus e o coloca no mais profundo da terra, abandonou o céu, abandonou a terra - ao mundo inferior ela desceu."
(Trecho do livro: Caminho para iniciação feminina)
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum